domingo, 29 de setembro de 2013

5 Oct: Andrea Imaginario "Entre dos orillas": fados y canciones

ENTRE DOS ORILLAS que, teniendo al fado como género principal, une la riqueza musical lusitana y latinoamericana. La cita“ENTRE DOS ORILLAS: FADOS Y CANCIONES” tendrá lugar el sábado 5 de octubre a las 8 PM.

La Sala de Conciertos del Centro Cultural Corp Banca servirá de escenario a la soprano venezolana Andrea Imaginario, hija de padres portugueses, para presentar en un emotivo concierto lleno de amor y poesía, su más reciente producción discográfica titulada 

Valiéndose de la libertad interpretativa como concepto fundamental, la producción ENTRE DOS ORILLAS recopila diferentes manifestaciones musicales nacionales e internacionales y genera, a partir de ellas, un escenario de experimentación que le ha permitido a Andrea descubrir nuevas sonoridades de la mano de un equipo de músicos de excelente nivel y gran trayectoria en la escena musical venezolana. Sin dejar de lado su herencia portuguesa, visible a través del fado, su propuesta se enriquece con los nuevos trazos, colores y géneros que la cultura latinoamericana le ofrecen, representando así el viaje "entre dos orillas", Portugal y Venezuela, que ha marcado su propia historia como persona y como cantante.

El fado, con sus canciones profundas y desgarradas, es la expresión de la música portuguesa más conocida internacionalmente y Patrimonio Cultural de la Humanidad según la UNESCO. El reconocido escritor lusitano Fernando Pessoa escribió en una oportunidad: “El fado no es alegre ni triste. Formó el alma portuguesa cuando no existía y deseaba todo sin tener fuerza para desearlo. Es la fatiga del alma fuerte, el mirar de desprecio de Portugal al Dios en que creyó y que también le abandonó”.

Esta presentación, en la que Andrea se hace acompañar de los músicos Laurent Lécuyer (piano), Carlos "Nené" Quintero (Percusión), Roberto Jirón (guitarra), Eduardo Galián (bandoneón),  y Miguel Chacón (bajo y producción musical), rinde un tributo a la larga historia de cordiales relaciones entre la comunidad portuguesa y la venezolana.


Entradas a la venta a través de www.ticketmundo.com y en las taquillas del Teatro BOD Corp Banca.
El Costo de las entradas es de Bs. 210,00

 

sábado, 28 de setembro de 2013

Hoy en EuroChannel - La costa de los soplos (A Costa dos Murmúrios, 2004)


Poco se conoce sobre el proceso en el que Mozambique se independizó de Portugal. Sin embargo, ha generado cautivadoras historias de amor, romanticismo y guerra. Eurochannel los invita a revivir los días del colonialismo europeo en África en La costa de los soplos.

Filmado entre Lisboa y Maputo, La costa de los soplos no es una película de guerra sino una alegoría al amor y la redención. También es un retrato auténtico de la sociedad portuguesa de los años 60, con la tácita predominancia del machismo y los primeros y tentativos pasos para la liberación femenina en el país.

Basada en un entretenido y aclamado libro de la reconocida autora portuguesa Lídia Jorge, la película presenta en Evita, la protagonista, a todas las mujeres que comienzan a darse cuenta de la realidad que viven y a saber quiénes son los hombres con los que se casaron. Ella se convierte en la líder de su emancipación y se enamora de un periodista que termina revelando las atrocidades del ejército portugués en la guerra. ¡Una historia de libertad e independencia en todos los sentidos!

Sinopsis:

Al final de los 60, Evita (Beatriz Batarda) llega a Mozambique y se encuentra en un país devastado por una guerra colonialista. Ella está casada con Luís (Filipe Duarte), quien está realizando su servicio militar. Cuando Luís va al campo de batalla, Evita queda abandonada a su suerte en una ciudad que no conoce. Pronto empieza a descubrir cómo cambian los hombres –y su esposo- por causa de la violencia. Una adaptación de la novela homónima de la autora Lídia Jorge

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Valter Hugo Mãe anuncia lançamento de "A Desumanização" no Brasil em 2014




O livro "A Desumanização", o mais recente de Valter Hugo Mãe, será lançado no Brasil até maio de 2014, afirmou, esta sexta-feira, o escritor, durante a conferéncia de imprensa de abertura do Festival Pauliceia Literária, em São Paulo.

O autor disse ter "altas expetativas" em relação ao livro, chega às livrarias portuguesas esta sexta-feira, e estar "muito vaidoso" com as boas críticas já publicadas.

A questão principal do livro, afirma Valter Hugo Mãe, é a espiritualização e a conquista da solidão. A estória se passa na Islândia e tem como protagonista uma menina que experimenta o ato de estar só após a morte da irmã gêmea.

"Queria transformar aquela ilha numa meditação lenta e profunda. A Islândia remete à pureza, ao lugar onde o mundo começa outra vez", declarou o autor.

Valter Hugo Mãe está em São Paulo para participar do Festival Pauliceia Literária, no qual integrará uma mesa de debates sobre narrativa, linguagem, ritmo e humor, ao lado do escritor Juan Pablo Villalobos, autor de "Festa no Covil".

"Aqui no Brasil saiu recentemente o 'Apocalipse de Mil Homens', está agora está a sair em Portugal meu sexto romance e eu fico numa mistura de tempos, com a cabeça dividida, entre o apocalipse e a desumanização, algo que faz sentido", afirmou.

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Livraria Lello entre 17 edifícios classificados de interesse público



A classificação de monumento de interesse público atribuída pela Secretaria de Estado da Cultura a 17 edifícios do país, entre eles a Livraria Lello e Irmão, no Porto, foi publicada, esta sexta-feira, no "Diário da República".

No Porto, além do Mercado do Bolhão, localizado na freguesia de Santo Ildefonso, também foram classificados monumentos de interesse público a Livraria Lello e Irmão, na Rua das Carmelitas, que tem sido considerada uma das mais belas do mundo por várias publicações estrangeiras como o jornal "The Guardian" e o guia de viagens "Lonely Planet".

Em Lisboa, foi classificado o antigo Convento e Igreja do Corpus Christi, na freguesia de São Nicolau, e em Portalegre o Solar dos Simas Cardoso, na Rua Luís José Frade, na freguesia de Cabeço de Vide, concelho de Fronteira.

Coimbra passa a ter classificado o edifício da Estação Nova, na Avenida Emídio Navarro, e no distrito de Évora a Fonte das Bicas, também denominada Fonte Monumental da Praça, na Praça da República, no Alandroal.

No distrito de Viseu é classificada a Casa do Terreiro, jardins envolventes, adega e tulha, na freguesia de São Miguel do Outeiro, concelho de Tondela, e a Casa e capela de José Guilherme Pessoa Pereira, ou Solar dos Seabra Beltrão, jardim e fontanário, na Rua Principal, em Cassurrães, concelho de Mangualde.



Festival de Cinema do Brasil convida realizadores lusos




O Festival de Cinema do Rio de Janeiro, que acontece entre 26 de setembro e 10 de outubro, terá como convidados especiais os realizadores portugueses Mário Patrocínio e João Viana.

Patrocínio, que já esteve no festival do Rio em 2010, apresentará nesta edição a sua segunda longa-metragem, que tem como tema as idiossincrasias da dança Kuduro.

Na edição de 2010, Patrocínio havia estado na cidade para apresentar o documentário ‘Universo Paralelo', rodado no Complexo do Alemão, até então considerada uma das áreas mais perigosas do Rio de Janeiro, sob o controle de traficantes de drogas.

João Viana, nascido em Angola, apresentará a obra experimental ‘A Batalha de Tabatô', que conta a história de um pai que regressa à Guiné Bissau após 30 anos de exílio para o casamento da filha.

Entre os convidados internacionais da primeira semana figuram ainda a atriz norte-americana Dakota Fanning, a realizadora francesa Claire Denis, que lançará durante o festival o seu último filme, ‘Bastardos', e Ryan White, responsável pela adaptação para o cinema da história da secretária dos Beatles..

terça-feira, 24 de setembro de 2013

O português conquistou a Internet, agora quer ser língua oficial nas organizações internacionais


A difusão da língua portuguesa entrou num “novo patamar” – passou de um objectivo centrado na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) para se projectar além-fronteiras. A ambição é também outra quando o Instituto Camões, a CPLP e um conjunto de universidades portuguesas se juntam na organização de uma conferência em Lisboa para desbravar caminhos no sentido da "difusão do português como língua internacional”. “A língua portuguesa já não é apenas a língua dos povos da CPLP", diz Ana Paula Laborinho, presidente do Instituto Camões.

O mote está assim lançado para a 2.ª Conferência Internacional sobre o Futuro da Língua Portuguesa no Sistema Mundial, que se segue à 1.ª Conferência de 2010 em Brasília. O evento vai juntar em Lisboa dezenas de importantes académicos e especialistas da língua portuguesa, nos dias 29 e 30 de Outubro. E vai anteceder reuniões políticas e um conselho dos ministros dos Negócios Estrangeiros da CPLP durante o qual será adoptado um Plano de Acção de Lisboa – à semelhança do Plano de Acção de Brasília que em 2010 definiu a internacionalização da língua portuguesa como objectivo comum dos países lusófonos. O programa da 2.ª conferência foi ontem apresentado aos jornalistas na sede da CPLP em Lisboa.


segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Morreu o poeta António Ramos Rosa (1924-2013)

O poeta António Ramos Rosa morreu hoje, aos 88 anos, no Hospital Egas Moniz, em Lisboa.
Ramos Rosa, vencedor do Prémio Pessoa em 1988, nasceu em Faro, em 1924, e deixa uma vasta obra com cerca de uma centena de títulos, traduzida em várias línguas.
O poeta, ensaísta e tradutor morreu hoje, a poucos dias de fazer 89 anos, no Hospital Egas Moniz, em Lisboa, em consequência de uma pneumonia, segundo um familiar disse à Lusa.
No início do mês tinha doado à autarquia de Faro o espólio relativo ao percurso académico e literário, assim como várias distinções, nomeadamente diplomas alusivos ao seu doutoramento Honoris Causa, ao Prémio Pessoa e ao grau de Grande Oficial da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada


Queer Lisboa arranca hoje com Portugal em destaque



 A edição deste ano arranca amanhã e decorre entre hoje e o próximo dia 28, no Cinema São Jorge. Entre os filmes a exibir está a estreia nacional de "E agora? Lembra-me", de Joaquim Pinto, premiado em Locarno.

Continental, de Malcolm Ingram, sobre uma mítica sauna nova-iorquina, abre hoje, pelas 21.00, a 17.ª edição do Queer Lisboa - Festival Internacional de Cinema Queer. Dois dos pontos fortes desta edição serão o documentário Interior. Leather Bar, de Travis Mathews e James Franco, inspirado pela mitologia de Cruising (1980), de William Friedkin, e In the Name of..., do polaco Malgoska Szumowska (vencedor do Prémio Teddy em Berlim). A secção Queer Focus propõe este ano um olhar sobre a relação das comunidades queer com as suas realidades urbanas (com especial foco no fenómeno da gentrificação), destacando--se o filme Boy Eating the Bird"s Food, do grego Ektoras Lygizos, retrato do percurso de um rapaz pelas ruas da Atenas atual. Já a secção Queer Art exibirá um dos mais mediáticos documentários deste ano, Gore Vidal: The United States of Amnesia, de Nicholas Wrathall.

Mais de 40 vozes do fado ecoam em Alfama




Primeira edição de uma festa que quer fazer história na capital e que homenageia a canção que já é Património da Humanidade

Um sonho antigo" da promotora Música no Coração realiza-se este fim de semana em Lisboa, com o Festival Alfama, que, entre hoje e amanhã, dá a ouvir mais de 40 fadistas em dez espaços diferentes da capital. Pelo preço único de 35 euros (menos de um euro por artista), o espectador vai poder circular por toda a zona de Alfama – da rua do Salvador à avenida Infante D. Henrique – e ‘petiscar’ entre os pratos disponíveis.

Difícil vai ser escolher entre os nomes no cardápio, já que a organização convidou para este evento popular fadistas de todas as gerações e de todos os estilos.

"Queríamos ter o leque mais vasto possível de artistas", conta Jwana Godinho, da Música no Coração. "Desde veteranos como Maria da Fé, Rodrigo ou Cidália Moreira, aos consagrados Ana Moura ou Camané, que já cantam há muitos anos, até aos mais novos, acabados de chegar ao fado, como

Córtex homenageia João César Monteiro




O Córtex, Festival de Curtas-Metragens de Sintra, agendado para outubro, assinalará os dez anos da morte do realizador João César Monteiro, exibindo quase uma dezena de filmes naquele formato, além da recente produção portuguesa em competição.

A quarta edição, cujo programa foi apresentado esta quarta-feira em Lisboa, decorrerá de 10 a 13 de outubro no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra.

A sessão de abertura do Córtex será dedicada a João César Monteiro com a exibição de filmes como ‘Sofia de Mello Breyner Andresen’ (1969), sobre a impossibilidade de se conseguir filmar poesia – afirmou um dia o realizador –, ‘Quem espera por sapatos de defunto morre descalço’ (1971) e ‘O amor das três romãs’ (1979), de uma série da RTP.

domingo, 22 de setembro de 2013

Fotografia portuguesa finalista de concurso europeu




O trabalho fotográfico de uma jovem portuguesa está entre os 27 finalistas do concurso 'Migrantes da Europa', da Comissão Europeia, cujo objetivo é promover uma reflexão sobre a situação e o impacto dos migrantes nas sociedades europeias.

Bárbara Lopes, de 21 anos, captou a imagem a concurso no Rossio, em Lisboa, por ser um ponto de referência e de turismo da cidade e, ao mesmo tempo, um espaço de convívio entre pessoas de várias nacionalidades, que escolheram Portugal como destino migratório.

A estudante da Escola Profissional de Imagem é, assim, a autora da única fotografia portuguesa finalista, intitulada 'Lisboa Tolerante', uma expressão recorrente nas paredes do Rossio, em várias línguas.

5 Oct: Andrea Imaginario "Entre dos orillas": fados y canciones


La Sala de Conciertos del Centro Cultural Corp Banca servirá de escenario a la soprano venezolana Andrea Imaginario, hija de padres portugueses, para presentar en un emotivo concierto lleno de amor y poesía, su más reciente producción discográfica titulada  

Valiéndose de la libertad interpretativa como concepto fundamental, la producción ENTRE DOS ORILLAS recopila diferentes manifestaciones musicales nacionales e internacionales y genera, a partir de ellas, un escenario de experimentación que le ha permitido a Andrea descubrir nuevas sonoridades de la mano de un equipo de músicos de excelente nivel y gran trayectoria en la escena musical venezolana. Sin dejar de lado su herencia portuguesa, visible a través del fado, su propuesta se enriquece con los nuevos trazos, colores y géneros que la cultura latinoamericana le ofrecen, representando así el viaje "entre dos orillas", Portugal y Venezuela, que ha marcado su propia historia como persona y como cantante.

El fado, con sus canciones profundas y desgarradas, es la expresión de la música portuguesa más conocida internacionalmente y Patrimonio Cultural de la Humanidad según la UNESCO. El reconocido escritor lusitano Fernando Pessoa escribió en una oportunidad: “El fado no es alegre ni triste. Formó el alma portuguesa cuando no existía y deseaba todo sin tener fuerza para desearlo. Es la fatiga del alma fuerte, el mirar de desprecio de Portugal al Dios en que creyó y que también le abandonó”.

Esta presentación, en la que Andrea se hace acompañar de los músicos Laurent Lécuyer (piano), Carlos "Nené" Quintero (Percusión), Roberto Jirón (guitarra), Eduardo Galián (bandoneón),  y Miguel Chacón (bajo y producción musical), rinde un tributo a la larga historia de cordiales relaciones entre la comunidad portuguesa y la venezolana.


Entradas a la venta a través de www.ticketmundo.com y en las taquillas del Teatro BOD Corp Banca.
El Costo de las entradas es de Bs. 210,00

 

sábado, 21 de setembro de 2013

O português conquistou a Internet, agora quer ser língua oficial nas organizações internacionais

Terceira nas redes sociais e nos negócios de gás e petróleo, a língua portuguesa é a quinta mais falada na Internet. A 2.ª Conferência sobre o Futuro da Língua Portuguesa no Sistema Mundial realiza-se no fim de Outubro em Lisboa.
A difusão da língua portuguesa entrou num “novo patamar” – passou de um objectivo centrado na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) para se projectar além-fronteiras. A ambição é também outra quando o Instituto Camões, a CPLP e um conjunto de universidades portuguesas se juntam na organização de uma conferência em Lisboa para desbravar caminhos no sentido da "difusão do português como língua internacional”. “A língua portuguesa já não é apenas a língua dos povos da CPLP", diz Ana Paula Laborinho, presidente do Instituto Camões
O mote está assim lançado para a 2.ª Conferência Internacional sobre o Futuro da Língua Portuguesa no Sistema Mundial, que se segue à 1.ª Conferência de 2010 em Brasília. O evento vai juntar em Lisboa dezenas de importantes académicos e especialistas da língua portuguesa, nos dias 29 e 30 de Outubro. 

Público

Oceana Basílio e Álvaro Costa anfitriões na homenagem a João Botelho




O Douro Film Harvest encerra (hoje) sábado, 21 de setembro, com uma cerimónia que arranca às 18h00, no Rivoli Teatro Municipal, e na qual serão entregues os prémios das categorias ‘Curtas da Casa’, ‘Wine Films’ e ‘Food Films’. Oceana Basílio e Álvaro Costa serão os anfitriões da noite.

Após a entrega dos prémios, será apresentado o filme ‘Mau Vinho’, com a presença de Marcantonio Del Carlo, na sua estreia como realizador.

Trata-se de uma curta-metragem produzida pelo Douro Film Harvest em parceria com a UTAD (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro).

Graça Moura recebe sábado Prémio Morgado de Mateus


O escritor Vasco Graça Moura vai receber no sábado, em Vila Real, o Prémio Morgado de Mateus 2013, galardão criado pela Fundação Casa de Mateus em 1980 para distinguir o conjunto da obra de um autor.

O prémio foi anunciado a 26 de junho pela instituição e, na altura, o escritor, contactado pela Lusa, disse ter sentido “grande surpresa e grande contentamento” com a atribuição deste galardão pela Fundação da Casa de Mateus.

“Não contava, de todo, com o prémio, mas é muito gratificante”, disse na altura o autor, referindo que teve uma longa ligação à Fundação Casa de Mateus e que este prémio é uma espécie de ‘chave de ouro’ a encerrar essa relação.

Porcelanas e faianças lusas no Parlamento Europeu




Desde terça-feira e até ao final desta semana, várias dezenas de peças de porcelana, cristais e faiança tradicional portuguesa estão em exposição no Parlamento Europeu, em Bruxelas, na Bélgica, no âmbito de uma iniciativa promovida pela eurodeputada socialista Edite Estrela.

Em declarações aos jornalistas, a eurodeputada portuguesa explicou que a mostra tem como objetivo "suscitar a curiosidade e interesse" dos milhares de pessoas que todos os dias passam pelo Parlamento Europeu para "o que de melhor se faz em Portugal.

Da exposição fazem parte peças da Vista Alegre (porcelanas), da Atlantis (cristais) e da Bordallo Pinheiro (faianças) pelas quais Edite Estrela disse ter um "gosto pessoal". "Há muitas razões para hoje termos aqui esta exposição, que é para ser vista por cidadãos

Filme sobre o Minho chega a Bilbau e Nova Iorque




O documentário português Alto do Minho, realizado por Miguel Felgueiras, vai ser exibido no próximo mês na cidade espanhola de Bilbau e em Nova Iorque, nos EUA. Em Espanha, a projeção insere-se no NAFA Ethnographic Film Festival e em terras norte-americanas o filme vai ser dado a conhecer no âmbito do The Margaret Mead Film Festival.

Com estas duas novas presenças internacionais, a película que, de acordo com a equipa que a fez nascer, "mais do que um documentário, é uma impressão", vai completar 10 passagens por festivais cinematográficos, dois deles em Portugal e os restantes no Canadá, Áustria, Estónia, Croácia, Letónia e Finlândia.

De acordo com um comunicado enviado ao Boas Notícias, Alto do Minho "é um retrato que mexe" e que "como Warhol, quer espelhar em ecrã estrelas terrenas, numa montagem cadenciada e num olhar impressionista", congelando "anónimos e paisagens de romarias, geografias e planos numa subjetividade a roçar o aleatório".

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

El elefante Salomón va de gira




En el siglo XVI, el rey Juan III de Portugal decidió regalar, como presente de boda para su primo el archiduque Maximiliano de Austria, un elefante indio proveniente de la por entonces colonia lusa de Goa y que languidecía en Lisboa como juguete de los infantes. Esta vieja historia, el viaje pesado del animal, de nombre Salomón, y de su cuidador indio, Subhro, desde Lisboa a Viena, víctimas y marionetas del capricho de los poderosos, atravesando tierras de Portugal, España, Francia, Italia y Austria, fue narrado en una humana novela por el premio Nobel José Saramago.

Ahora, El viaje del elefante sirve a su vez para un espectáculo de teatro que saca a la calle toda la ironía y la potencia del texto del escritor portugués a fin de representarlo en las plazas y las calles. El grupo portugués Trigo Limpo Teatro Acert, ayudado por la música del cantautor español Luis Pastor, lo ha representado ya en varias localidades portuguesas (las que sirvieron de escala en el histórico viaje de Salomón) y llegará el próximo sábado 21 de septiembre a la plaza de la Constitución de Rivas Vaciamadrid.


España: El País destaca "elefante Salomão" português


O espetáculo de teatro de rua português "A Viagem do Elefante", inspirado no conto homónimo do Nobel da Literatura José Saramago, que passou pela Praça do Município, em Lisboa, no último fim-de-semana, está agora em destaque no jornal El País, que dedicou um artigo à passagem do "elefante" pela capital espanhola.

Trata-se de um espetáculo desenvolvido pela equipa Trigo Limpo Teatro ACERT - Associação Cultural e Recreativa de Tondela, que, desde o mês de Junho, tem estado em digressão por várias cidades portuguesas e que se prepara para seguir viagem até ao país vizinho, onde chegará no próximo dia 21.

A peça de teatro, com a duração de uma hora e meia, estreou em Figueira de Castelo Rodrigo e, segundo os promotores, tem como objetivo revisitar de forma teatral o caminho que o elefante Salomão percorreu entre Lisboa e Viena de Áustria. O espetáculo irá cumprir, entre 2013 e 2014, a rota nacional e internacional de "O Caminho de Salomão".

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

João Tordo faz residência literária em Shangai




O escritor João Tordo viajou, na semana passada, para Shangai, na China, a convite da Residência de Escritores da Shangai Writer's Association. O autor foi o primeiro português a ser convidado para aquela instituição, onde permanecerá durante dois meses.

A associação chinesa já abriu as portas a escritores oriundos de Inglaterra, Canadá, Japão, Irlanda, entre outros, mas esta é a primeira vez que um escritor português entra nas suas instalações.

Durante os próximos dois meses, João Tordo vai participar em várias sessões de leitura e debates literários, marcando igualmente presença em diferentes eventos culturais.

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Portugueses brilham no maior festival de marionetas



Duas companhias de teatro de marionetas portuguesas foram distinguidas no maior festival de marionetas do mundo. A 'S.A. Marionetas - Teatro & Bonecos' e a 'Trulé - Investigação de Formas Animadas' venceram dois prémios atribuídos no Wayang World Puppet Carnival 2013, na Indonésia.

O primeiro grupo conquistou o galardão de melhor espetáculo tradicional de rua, enquanto o segundo obteve o prémio de melhor animação de marionetas naquele que é o maior festival internacional do género e que decorreu ao longo da semana passada, em Jacarta.

"São dois prémios importantíssimos para as marionetas portuguesas. É um grande reconhecimento do trabalho feito numa zona do globo onde o teatro das marionetas é muito forte", diz José Gil, diretor da 'S. A. Marionetas - Teatro & Bonecos', à Lusa.


Espetáculo de dança português faz furor na Roménia




O espetáculo de dança "Drácula", da companhia portuguesa Vortice Dance, oriunda de Fátima, está a fazer furor na Roménia. A produção, que vai estar em exibição no festival internacional George Enescu mas para a qual as entradas já estão esgotadas, vai também ser transmitida em direto da Ópera Nacional de Bucareste para um cinema da capital romena devido à enorme procura.

"O espetáculo está esgotado há mais de dois meses e, dada a procura de bilhetes, vai ser filmado e transmitido em direto para uma sala de cinema, o que é uma situação totalmente inédita neste festival e que apenas acontece em outras situações com grandes companhias como Bolshoi ou Nederlands Dans Theatre", disseram à Lusa os dois coreógrafos da Vortice Dance, Cláudia Martins e Rafael Carriço.

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Filme A Gaiola Dourada nomeado para prémio europeu




O filme 'A Gaiola Dourada', do luso-francês Ruben Alves, é um dos onze nomeados na categoria 'People's Choice Award', dos European Film Awards 2013. A votação está a decorrer desde domingo, na página da Internet do evento, e os prémios serão entregues em Dezembro, na Alemanha.

Depois de estrear em Portugal, no dia 1 de Agosto deste ano, a longa-metragem que marca a estreia do luso descendente Ruben Alves na realização tem vindo a conquistar o público é já o filme mais visto do ano em Portugal.

Agora nomeado para a categoria do público nos European Cinema Awards, o filme concorre com 'Os Amantes Passageiros', de Pedro Almodóvar, 'Anna Karenina', de Joe Wright, 'O Impossível', de J.A. Bayona, 'À Procura de Sugar Man', de Malik Bendjelloul, 'A Melhor Oferta', de Giuseppe Tornatore, 'The Deep', de Baltasar Kormákur, 'Kon-Tiki – A Viagem Impossível', de Joachim Rønning e Espen Sandberg, 'Oh boy', de Jan Ole Gerster e 'Só Precisamos de Amor', de Susanne Bier.

HOJE: Inauguração de Exposição sobre Fernando Pessoa...


Esta manhã será inaugurada,  nos espaços do Consulado-Geral de Portugal em Caracas, a Exposição Fernando Pessoa: El mito y las máscaras.

Esta exposição, que consta de vinte painéis, foi a que esteve patente durante a Feria Internacional Del Libro de Bogotá, Filbo2013, onde Portugal foi convidado de honra e se fez representar com uma nutrida delegação de escritores, entre eles o poeta Gastão Cruz, que, no seu regresso a Lisboa, passou por Caracas, onde proferiu uma palestra no Centro Português, num evento organizado pelo Instituto Português de Cultura.

O comissário da exposição foi o pessoano Jeronimo Pizarra, que esteve em Caracas em 2011, também a convite do IPC.

Uma excelente ocasião para conhecer mais sobre o grande poeta que marcou grande parte da poesia do século XX. O IPC agradece ao Consulado-Geral de Caracas a sua valiosa colaboração neste evento cultural.

A exposição estará patente até final de Setembro.

domingo, 15 de setembro de 2013

As Linhas de Wellington é o candidato português aos Óscares


As Linhas de Wellington, de Valeria Sarmiento, é o filme seleccionado para concorrer aos Óscares na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, anunciou esta sexta-feira a Academia Portuguesa de Cinema.

Estreado no Festival de Veneza do ano passado, As Linhas de Wellington, o último projecto de Raoul Ruiz (1941-2011), foi assim o escolhido para representar Portugal nos prémios mais cobiçados do mundo do cinema, os Óscares, que acontecem em Março de 2014. No entanto, o filme português é ainda um candidato à nomeação aos Óscares.

O filme recebeu a maioria dos votos da Comissão de Selecção que foi este ano composta pela actriz Anabela Teixeira, a produtora Pandora da Cunha Telles, o argumentista Possidónio Cachapa, o realizador Vicente Alves do Ó e os directores de fotografia Luís Branquinho e Tony Costa.

Produzido por Paulo Branco e com argumento de Carlos Saboga, As Linhas de Wellington conta no elenco com Nuno Lopes, Soraia Chaves, Marisa Paredes, John Malkovich, Carloto Cotta, Mathieu Amalric e Adriano Luz. Este começou por ser um projecto pessoal do realizador Raoul Ruiz. Porém, depois da sua morte a 19 de Agosto de 2011, já em fase de pré-produção, foi Valeria Sarmiento, a sua viúva, quem completou o trabalho. O filme chegou aos cinemas portugueses no primeiro fim-de-semana de Outubro de 2012 e foi visto por 50.750 pessoas.


Amanhã: Inauguração de Exposição sobre Fernando Pessoa...


Amanhã, pelas 10 h, será inaugurada,  nos espaços do Consulado-Geral de Portugal em Caracas, a Exposição Fernando Pessoa: El mito y las máscaras.

Esta exposição, que consta de vinte painéis, foi a que esteve patente durante a Feria Internacional Del Libro de Bogotá, Filbo2013, onde Portugal foi convidado de honra e se fez representar com uma nutrida delegação de escritores, entre eles o poeta Gastão Cruz, que, no seu regresso a Lisboa, passou por Caracas, onde proferiu uma palestra no Centro Português, num evento organizado pelo Instituto Português de Cultura.

O comissário da exposição foi o pessoano Jeronimo Pizarra, que esteve em Caracas em 2011, também a convite do IPC.

Uma excelente ocasião para conhecer mais sobre o grande poeta que marcou grande parte da poesia do século XX. O IPC agradece ao Consulado-Geral de Caracas a sua valiosa colaboração neste evento cultural.

sábado, 14 de setembro de 2013

Valter Hugo Mãe entre finalistas do Prémio PT



 O autor português Valter Hugo Mãe está entre os finalistas da 11.ª edição do Prémio Portugal Telecom de Literatura, na categoria de melhor romance, anunciou hoje a curadoria do prémio, em São Paulo, no Brasil.

Vencedor no ano passado, com "A máquina de fazer espanhóis", Valter Hugo Mãe chega agora à seleção final com o livro "O filho de mil homens", editado no Brasil pela Cosac Naify. António Lobo Antunes, Lídia Jorge e o moçambicano Mia Couto, que se encontravam entre os semifinalistas anunciados no início de junho, não se classificaram para a lista final.

Os outros três finalistas da categoria romance são os brasileiros Miguel Sanches Neto, com "A máquina de madeira", Daniel Galera, com "Barba ensopada de sangue", ambos editados na Companhia das Letras, e José Luiz Passos, com "O sonâmbulo amador" (Alfaguara).

Miguel Gomes põe Xerazade a contar histórias da crise

O filme "As Mil e Uma Noites" tem já um "site" que "alimentará" o argumento de histórias reais do Portugal sob a tutela da "troika".

O clássico da literatura As Mil e Uma Noites vai servir de inspiração e de enquadramento ao próximo filme de Miguel Gomes, que terá o mesmo título. Só que as histórias que Xerazade vai contar ao rei Xariar no filme são colhidas da realidade da crise que se vive em Portugal, durante o período de um ano - entre o presente mês de setembro e agosto de 2014, quando a produção estiver terminada.

O projeto de As Mil e Uma Noites tem uma componente inédita no cinema português. A produtora O Som e a Fúria criou um site, já disponível desde ontem, em que estão a trabalhar três jornalistas e um ilustrador, e cuja função será investigar e recolher notícias e histórias do quotidiano da crise vividas pelos portugueses (podem ser enviadas para a equipa pelo mail jornalistas@osomeafuria.com).

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Joaquim Leitão está a filmar ‘Sei lá’


Leonor Seixas, Patrícia Bull, António Pedro Cerdeira e Rita Pereira são alguns dos atores que integram o filme ‘Sei Lá’, adaptação ao grande ecrã do livro de estreia de Margarida Rebelo Pinto e cuja rodagem teve início esta semana, sob a direção de Joaquim Leitão.

O filme, que conta ainda com interpretações de Ana Rita Clara, Gabriela Barros, David Mora, Pedro Granger, Rui Unas e Renato Godinho pretende ser “um retrato das mulheres de trinta anos – dos seus sonhos, medos, dúvidas, ambições, fraquezas e preconceitos”.

‘Duma Vez por Todas’, ‘Uma Vida Normal’, ‘Adão e Eva’, ‘Tentação’ e ‘Inferno’ contam-se entre as longas-metragens dirigidas pelo realizador Joaquim Leitão. ‘A Esperança Está Onde Menos Se Espera’, que estreou em 2009, integra a lista dos 20 filmes nacionais mais vistos de sempre.

Correio da Manhã.

Tabu, Florbela, As Linhas de Wellington e Operação Outono entre os mais nomeados para os Prémios Sophia 2013

Prémios são entregues a 6 de Outubro numa cerimónia em Lisboa.

As longas-metragens Tabu, Florbela, As Linhas de Wellington e Operação Outono estão nomeadas pela Academia Portuguesa de Cinema para Melhor Filme dos Prémios Sophia 2013, anunciou na terça-feira a organização, em Lisboa.

A lista completa de nomeados nas 21 categorias dos prémios foi apresentada no Teatro São Carlos, pelo presidente da Academia Portuguesa de Cinema, o produtor Paulo Trancoso, e dois membros desta organização, Inês de Medeiros e Fernando Luís.

Os vencedores dos prémios baptizados com o nome da poetisa Sophia de Mello Breyner Andresen, que distinguem, pelos seus próprios pares, os profissionais do cinema nacional, vão ser anunciados a 6 de Outubro, em Lisboa.

Nesta segunda edição anual dos galardões lançados em 2012, tinham já sido anunciados os Prémios Sophia 2013, na categoria Carreira, para a actriz Laura Soveral, o director de fotografia Acácio de Almeida e o distribuidor cinematográfico José Manuel Castello Lopes.
de nomeados para os Prémios Sophia 2013 pode ser consultada aqui.

 
Público.

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Ponta Delgada comemora os 90 anos de Natália Correia

Arrancam hoje, em Ponta Delgada, cidade onde nasceu, mas vão ganhar âmbito nacional com a publicação de uma antologia poética.

Natália Correia nasceu na Fajã de Baixo, em Ponta Delgada, nos Açores, a 13 de setembro de 1923, tendo a câmara municipal da cidade organizado um conjunto de iniciativas para assinalar a data que arrancam, às 21:00, com um recital de poesia com o título "Saliências em movimento".

O programa, organizado pela autarquia, estende-se até 15 de setembro e inclui "eventos musicais e culturais que valorizam o legado imenso de Natália", que "marcou a cultura, a literatura e a política contemporânea nos Açores e no país".

Assim, pelo Centro de Estudos Natália Correia, na Fajã de Baixo, realizar-se-á ainda, na quarta-feira, um concerto do Grupo Johan Sebastian Bach, "uma das muitas paixões da poetisa", segundo um comunicado da autarquia.

16 Set: Exposição Fernando Pessoa...


No dia 16 de Setembro, nos espaços do Consulado-Geral de Portugal em Caracas, será inaugurada a Exposição Fernando Pessoa: El mito y las máscaras.

Esta exposição, que consta de vinte painéis, foi a que esteve patente durante a Feria Internacional Del Libro de Bogotá, Filbo2013, onde Portugal foi convidado de honra e se fez representar com uma nutrida delegação de escritores, entre eles o poeta Gastão Cruz, que, no seu regresso a Lisboa, passou por Caracas, onde proferiu uma palestra no Centro Português, num evento organizado pelo Instituto Português de Cultura.

O comissário da exposição foi o pessoano Jeronimo Pizarra, que esteve em Caracas em 2011, também a convite do IPC.

Uma excelente ocasião para conhecer mais sobre o grande poeta que marcou grande parte da poesia do século XX. O IPC agradece ao Consulado-Geral de Caracas a sua valiosa colaboração neste evento cultural.

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Calçada portuguesa avança…


              Os trabalhos que, por Iniciativa do Centro Português, se realizam no que será a Praca Luís de Camões, em Macaracuay, avançam conforme o previsto pela mão  de um mestre calceteiro chegado especialmente de Lisboa, que conta com o apoio de dois operários venezuelanos, os primeiros a laborarem neste tipo de actividade.

Em princípio esta louvável iniciativa, que oxalá seja seguida de outras parecidas já que são tantos os arquitectos, engenheiros e mestres de obras de origem portuguesa neste país, deverá estar pronta para ser inaugurada em Outubro, em data a confirmar proximamente.


domingo, 8 de setembro de 2013

Bailarina portuguesa vence prémio na Áustria




 
A bailarina e coreógrafa portuguesa Mariana Tengner Barros acaba de conquistar o Prémio do Público no ImpulsTanz - Festival Internacional de Dança de Viena, na Áustria, com o seu solo "The Trap", estreado em 2011 no Festival Circular, em Vila do Conde.

O anúncio foi feito pela Eira, produtora artística à qual a portuguesa se encontra associada, que revelou que "The Trap" foi um dos 11 nomeados para o prémio "Jardin d'Europe" e acabou por ser distinguido pelo público através de votação online, partilhando o galardão ex-aequo com o espetáculo "The Victory Day", de Willi Prager, da Bulgária.

Mariana Tengner Barros apresentou "The Trap" nos dias 11 e 14 de Julho na Schauspielhaus, em Viena, apresentações que lhe valeram este prémio. Segundo uma nota da Eira citada pela agência Lusa, o solo "pretende retratar as divas do cinema e estrelas burlescas do nosso passado, numa peça onde as coisas nunca são realmente o que parecem ser".

sábado, 7 de setembro de 2013

Filme é sobre Passos, Merkel, Sarkozy e Berlusconi




O novo filme de Miguel Gomes, curta-metragem intitulada "Redemption", é uma ficção sobre os políticos Passos Coelho, Merkel, Sarkozy e Berlusconi com estreia prevista em Portugal para finais de outubro, revelou a produção à agência Lusa.

A curta-metragem com cerca de meia hora foi hoje exibida fora de competição na 70.ª edição do Festival Internacional de Cinema de Veneza, numa sessão realizada de manhã para jornalistas e para a indústria do setor, e à tarde em sessão oficial do certame.

Do filme tinha sido apenas divulgada uma pequena sinopse pela produtora O Som e a Fúria que falava em quatro personagens a viver em diferentes lugares e momentos na Europa - uma criança em Portugal, em 1975, uma noiva na Alemanha, em 1977, um idoso na Itália, em 2011, e um pai na França -- todos em busca da redenção.

‘A Gaiola’ rende pouco a Ruben




Obra de estreia do lusodescendente já faturou quase 11 milhões em bilheteira e foi mais visto do que ‘O Crime do Padre Amaro' e do que ‘Harry Potter'

Estreou há um mês e já é o filme mais visto de 2013 e a obra cinematográfica portuguesa mais vista de sempre no nosso país. ‘A Gaiola Dourada’, que assinala a estreia na realização do lusodescendente Ruben Alves, tornou-se um fenómeno de popularidade entre nós, onde já foi visto por 438 448 pessoas desde 1 de agosto.
Mais 13 736 do que ‘Velocidade Furiosa 6’, o segundo filme mais visto do ano; e mais 57 777 do que ‘O Crime do Padre Amaro’, com que Carlos Coelho da Silva atraiu 380 671 pessoas às salas de cinema.
Mas o êxito da ‘Gaiola’ vai valer pouco em termos monetários ao jovem realizador, já que a maior fatia da receita reverte para a produtora francesa.

"A Gaiola Dourada" já é o filme mais visto do ano




O filme do lusodescendente Ruben Alves já foi visto por 438 mil espectadores nas salas de cinema nacionais, segundo dados do ICA. Ultrapassou "Velocidade Furiosa 6" que era, até agora, o campeão do ano.

Nos últimos dias o filme "A Gaiola Dourada", protagonizado por Rita Blanco e Joaquim de Almeida, que faz um retrato bem humorado dos emigrantes portugueses em França, conseguiu espectadores suficientes para se tornar no filme mais visto do ano. Segundo dados divulgados pelo Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA), de quinta-feira a domingo, 41.306 pessoas foram ao cinema ver o filme.

Na quinta-feira passada, o filme ainda estava no segundo lugar do ranking anual, com 397.751 espectadores, atrás de " "Velocidade Furiosa 6", de Justin Lin, 424.712 espectadores.

Com os espectadores deste fim de semana, desde a estreia, a 1 de agosto, a história foi vista por 438.448 pessoas, segundo os dados do ICA. "A Gaiola Dourada" ultrapassou

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Cesário Verde e os calceteiros…



A propósito da calçada portuguesa cuja construção promove o Centro Portugues, para o qual foi trazida pedra e “mestre calceteiro” de Lisboa, apresentamos um fragmento do poema Cristalizações, de Cesário Verde, que tão bem e com tanta sensibilidade se debruçou sobre a vida da capital...


Faz frio. Mas, depois duns dias de aguaceiros,
Vibra uma imensa claridade crua.
De cócoras, em linha, os calceteiros,
Com lentidão, terrosos e grosseiros,
Calçam de lado a lado a longa rua.

Como as elevações secaram do relento,
E o descoberto sol abafa e cria!
A frialdade exige o movimento;
E as poças de água, como em chão vidrento,
Reflectem a molhada casaria.

Em pé e perna, dando aos rins que a marcha agita,
Disseminadas, gritam as peixeiras;
Luzem, aquecem na manhã bonita,
Uns barracões de gente pobrezita
E uns quintalórios velhos com parreiras.


El Nacional e “a calçada portuguesa”




Em Setembro de 1996, o poeta venezuelano Eugenio Montejo, que teve a oportunidade de conhecer bem Lisboa enquanto foi adido cultural na capital portuguesa, escrevo, no suplemento cultural de El Nacional, um texto sobre “Las Piedras de Lisboa”. Referia-se, claro está, ao que conhecemos como “calçada  portuguesa”.

É curioso notar que, por coincidência na buscada, El Nacional republica recentemente esta nota, precisamente no momento em que em Caracas se está a construir a primeira calçada portuguesa. Trata-se de uma iniciativa muito louvável do Centro Português que, na Avenida Luís de Camões (Macaracuay, porque há outra rua com o mesmo nome em La Trinidad), está a construir uma pequena praça para homenagear o grande poeta do século XVI, a qual, ao que consta, será inaugurada no próximo dia 5 de Outubro.

A portuguesa é uma arte ornamental característica dos passeios portugueses, com origens no século XIX...ainda que há que lhe aponte a certidão de nascimentos vários séculos antes.


El Nacional e “a calçada portuguesa”



Em Setembro de 1996, o poeta venezuelano Eugenio Montejo, que teve a oportunidade de conhecer bem Lisboa enquanto foi adido cultural na capital portuguesa, escrevo, no suplemento cultural de El Nacional, um texto sobre “Las Piedras de Lisboa”. Referia-se, claro está, ao que conhecemos como “calçada  portuguesa”.

É curioso notar que, por coincidência na buscada, El Nacional republica recentemente esta nota, precisamente no momento em que em Caracas se está a construir a primeira calçada portuguesa. Trata-se de uma iniciativa muito louvável do Centro Português que, na Avenida Luís de Camões (Macaracuay, porque há outra rua com o mesmo nome em La Trinidad), está a construir uma pequena praça para homenagear o grande poeta do século XVI, a qual, ao que consta, será inaugurada no próximo dia 5 de Outubro.

A portuguesa é uma arte ornamental característica dos passeios portugueses, com origens no século XIX...ainda que há que lhe aponte a certidão de nascimentos vários séculos antes.

Ver mais....