quarta-feira, 30 de novembro de 2011

El Universal: "Pessoa dejó más que poesía"

Fernando Pessoa (1888-1935) es un enigma. No publicó un libro, tan solo unos poemas y ensayos en algunas revistas de vanguardia en Portugal; algunas traducciones de cartas comerciales; y otras piezas escritas por sus famosos heterónimos. Pero al morir dejó 30 mil papeles en sus archivos que se encuentran en manos de la Biblioteca Nacional de Lisboa desde 1979. Ahí radica su misterio.
Para descifrarlo un poco llegó a Caracas el profesor y escritor colombiano Jerónimo Pizarro Jaramillo, quien forma parte del Equipo Pessoa. Él ofrecerá dos conferencias: la primera, será hoy en el Instituto Portugués de Cultura, en El Cafetal a las 7:30 p.m. Ahí hablará sobre la época más vanguardista de Pessoa.
Y la segunda, será mañana en la Sala Cabrujas, en los Palos Grandes, a las 7:00 p.m., para tratar sobre las teorías del genio y la celebridad del escritor.

Hoje: Profesor Jerónimo Pizarro no Centro Português

Não perca, amanhã, a partir das 19:30 o acto central das suas actividades do XXVI Aniversário do IPC. O acto começará com a projecção de alguns vídeos com textos de Fernando Pessoa, será seguido de uma intervenção do Ensamble IPC e culminará com a palestra que proferirá o professsor Jerónimo Pizarro sobre a Orpheu, uma revista nascida em 1915, que teve vida muito curta, mas de enorme influência e que inspirou significativamente a renovação da literatura portuguesa.  
Encerrará a jornada um Vinho de Honra.
O professor Jerónimo Pizarro estará em Caracas de 27 de Novembro a 2 de Dezembro, como convidado especial do Instituto Português de Cultura,  para uma serie de eventos relacionados com o nosso XXVI aniversário e as respectivas comemorações pessoanas.
No dia 1 de Dezembro, pelas 19 h, terá nova conferência na Sala Cabrujas, na Av. Miranda, CC El Parque Nivel C-1, onde voltará a se debruçar sobre a personalidade e obra do grande poeta do século XX.

Ana Moura: Fado "sempre foi património da Humanidade"


A fadista Ana Moura admitiu este domingo à Lusa que o reconhecimento do fado como Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO vai dar-lhe uma nova visibilidade, mas defendeu que "o Fado sempre foi património da Humanidade".  
"O Fado sempre foi património da Humanidade", afirmou à Lusa a fadista, acrescentando que a distinção "vai aconchegar a alma [dos portugueses] e encher-nos a todos de orgulho".
"Foi com imensa alegria que acabei de receber a notícia de que o nosso Fado foi considerado Património Imaterial da Humanidade", disse a fadista recentemente regressada de Itália.

Cavaco diz que decisão é "motivo de orgulho" para portugueses

Fado/Património
“Este reconhecimento constitui um motivo de orgulho para todos os Portugueses: a partir deste momento, o fado é reconhecido como um Património de toda a Humanidade, um valor inestimável no presente e uma herança cultural importante para as gerações futuras", lê-se numa mensagem do chefe de Estado divulgada no "site" da Presidência da República.
Cavaco Silva, que tinha dado o alto patrocínio à candidatura, refere ainda que foi com "profunda satisfação" que tomou conhecimento da decisão de integrar o fado na lista representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade, felicitando todos os que mais directamente estiveram envolvidos na preparação, desenvolvimento e divulgação desta candidatura.


terça-feira, 29 de novembro de 2011

Amanhã: Conferência sobre Fernando Pessoa

Não perca, amanhã, a partir das 19:30 o acto central das suas actividades do XXVI Aniversário do IPC. O acto começará com a projecção de alguns vídeos com textos de Fernando Pessoa, será seguido de uma intervenção do Ensamble IPC e culminará com  a palestra que proferirá o professsor Jerónimo Pizarro sobre a Orpheu, uma revista nascida em 1915, que teve vida muito curta, mas de enorme influência e que inspirou significativamente a renovação da literatura portuguesa.  
Encerrará a jornada um Vinho de Honra.
O professor Jerónimo Pizarro estará em Caracas de 27 de Novembro a 2 de Dezembro, como convidado especial do Instituto Português de Cultura,  para uma serie de eventos relacionados com o nosso XXVI aniversário e as respectivas comemorações pessoanas.
No dia 1 de Dezembro, pelas 19 h, terá nova conferência na Sala Cabrujas, na Av. Miranda, CC El Parque Nivel C-1, onde voltará a se debruçar sobre a personalidade e obra do grande poeta do século XX.

Amália, no palco e na vida, levou o nome de Portugal ao Mundo


Estrela Carvas foi secretária, amiga e confidente da diva do fado português. Tratava-lhe dos espectáculos, dos cachets, da aparelhagem e das flores. Servia-lhe chá e ajudava-a a com o vestido. Partilhava com ela a casa e a vida.
"Era inteligentíssima como figura social, mas como pessoa era uma criança grande, que acreditava em toda a gente. Eu dizia-lhe: ‘Amália, olhe que você está no pedestal de deusa e ao pé de si toda a gente veste o fato domingueiro, mas às vezes com má intenção’" – recorda Estrela, que acompanhou a fadista durante 35 anos.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Eunice Muñoz agraciada com Grã-Cruz da Ordem do Infante

O presidente da República condecora, hoje, a actriz Eunice Muñoz com a Grã-cruz da Ordem do Infante D. Henrique, assinalando assim os 70 anos de carreira da actriz.

 A cerimónia realiza-se às 12 horas, no Palácio de Belém, em Lisboa.
No mesmo dia, Eunice Muñoz sobe ao palco do Auditório Municipal Eunice Muñoz, em Oeiras, onde estreia a peça "O cerco a Leninegrado", do espanhol José Sanchis Sinisterra, com direcção e encenação de Celso Cleto.
Esta obra é a peça com que Eunice Muñoz assinala os 70 anos de carreira, num palco que leva o seu nome.
A peça, uma comédia cuja acção gira em torno de uma actriz e da mulher do director de um teatro, é co-produzida pelo DRAMAX -- Centro de Artes Dramáticas de Oeiras e Câmara Municipal de Oeiras.
Além de Oeiras, a peça subirá, a 22 de Janeiro de 2012, ao palco do Teatro Belas Artes, em Madrid, e em Março estará no Teatro S. Luiz, em Lisboa.

Duas conferências a não perder!


O professor Jerónimo Pizarro estará em Caracas de 27 de Novembro a 2 de Dezembro, como convidado especial do Instituto Português de Cultura,  para uma serie de eventos relacionados com o nosso XXVI aniversário e as respectivas comemorações pessoanas. O ponto central das suas actividades será a palestra que proferirá no Centro Português (Caracas) no dia 30 de Novembro, data da morte do poeta dos heterônimos, onde disseertará sobre a Orpheu, uma revista nascida em 1915, que teve vida muito curta, mas de enorme influência e que inspirou significativamente a renovação da literatura portuguesa.  O acto, que começará às 19:30 h,  será antecedido da projecção de um conjunto de vídeos com canções e poemas de Fernando Pessoa e da apresentação do Ensamble IPC.
No dia 1 de Dezembro, pelas 19 h, terá nova conferência na Sala Cabrujas, na Av. Miranda, CC El Parque Nivel C-1, onde voltará a se debruçar sobre a personalidade e obra do grande poeta do século XX.

Orpheu.http://pt.wikipedia.org/wiki/Revista_Orpheu

domingo, 27 de novembro de 2011

Fado é Património da Humanidade - vídeo que serviu para apresentar a candidatura



Ver ainda: uma noite guiada em Lisboa pelo "Fado das Horas" no Público

Ana Moura - Sou do Fado (Fado Loucura) - Letra: Frederico de Brito - Música: Júlio de Sousa

FADO/UNESCO: Muralha do Castelo de São Jorge vai iluminar-se para celebrar distinção

      A muralha do Castelo de São Jorge vai iluminar-se às 18:00 de hoje com imagens que celebram a distinção pela UNESCO do fado como Património Imaterial da Humanidade, anunciou a Câmara Municipal de Lisboa .
"Acender-se-á na muralha do Castelo de São Jorge, símbolo da cidade de Lisboa, uma projeção que celebra o fado como Património da Humanidade", refere a autarquia em comunicado, adiantando que as imagens poderão ser observadas a partir do Martim Moniz, da Praça da Figueira e do Miradouro de São Pedro de Alcântara.

Ainda para celebrar esta distinção, o Museu do Fado, por onde passaram desde a manhã de sábado mais de 5.000 pessoas, vai manter as portas abertas até às 18:00

Expresso

Fado declarado Património Imaterial da Humanidade

   O Comité Internacional da UNESCO, constituído por 24 países, anunciou, este domingo, em Bali, na Indonésia, o Fado como Património Imaterial da Humanidade.    O Museu do Fado esteve aberto toda a noite à espera do resultado .O antigo presidente da Câmara de Lisboa Pedro Santana Lopes lançou a ideia de candidatar o fado a Património Imaterial da Humanidade e escolheu os fadistas Mariza e Carlos do Carmo para embaixadores da candidatura.

Jornal de Notícias.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Fado a camino da consagração mundial?

 "Será a reconciliação definitiva com o fado"

Rui Vieira Nery, presidente da comissão científica da candidatura do fado a Património Imaterial da Humanidade, acompanha a passo a votação da UNESCO e mantém-se muito "confiante" quanto à "consagração" da candidatura.
Com a discussão dos delegados a iniciar-se na manhã deste sábado - que poderá prolongar-se até domingo de manhã, em Bali, Indonésia - o resultado final deverá ser conhecido na madrugada de domingo em Portugal, devido à diferença horária de oito horas (a mais naquele país).
Mas Nery não esmorece na expectativa: "Todos os contactos informais que temos tido com as delegações internacionais dão um feedback muito positivo", disse esta sexta-feira ao Correio da Manhã.

II Encontro de Escritores da Língua Portuguesa...

Poesia, samba e fado abrem II Encontro no Brasil
O II Encontro de Escritores de Língua Portuguesa da cidade de Natal, no nordeste do Brasil, discute desde ontem o uso da poesia em diferentes estilos musicais do mundo lusófono, como o samba e o fado.
O evento, que decorrerá até dia 25, sexta-feira, é realizado pela Prefeitura de Natal e a União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA).
O seminário abre com uma mesa de discussões sobre o tema "Poesia escrita para a Música". A ideia é estimular a reflexão sobre o modo como a poesia é utilizada em letras do samba e do fado, além das tendências contemporâneas da poesia nos distintos universos da lusofonia.
A mesa conta com a participação do cantor e compositor brasileiro Gabriel O Pensador.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Manuel Alegre Homenageado em Nápoles

O escritor Manuel Alegre será o convidado de honra, amanhã e sexta-feira, em Nápoles, Itália, do lançamento do projecto "Visões & Paixões Napolitano-Portuguesas", uma iniciativa de uma rede de entidades culturais napolitanas, dinamizada pela Associação Cultural Kolibri e por Maria Luísa Cusati, tradutora da obra do poeta em Itália.
O evento conta ainda com a colaboração da Academia de Belas Artes de Nápoles, da Universidade L'Orientale, da Associação Itália-Portugal, do Consulado de Portugal em Nápoles e da Editora Sinnos.
O projecto "Visões & Paixões Napolitano-Portuguesas" visa desenvolver um percurso cultural e didáctico, especialmente dirigido a jovens artistas da licenciatura em Ilustração da Academia de Belas Artes, através da ilustração de textos de Manuel Alegre pelos alunos, que depois participarão com os seus trabalhos num concurso, a realizar em Maio de 2012, findo o qual será escolhido, por um júri, o trabalho a publicar numa edição bilingue pela Editora Sinnos.

1 de Dezembro : Concerto da Restauração


O Consulado Geral de Portugal em Valência tem a honra de informar que, no próximo dia 1 de Dezembro de 2011, terá lugar nos jardins do Consulado Geral o IV Serão de Música Clássica.

Na ocasião serão interpretadas pela Orquestra de Câmara da Universidade de Carabobo as seguintes quatro composições de Carlos Seixas: as Sonatas para cravo em Ré menor e Mi menor, o Concerto em Lá Maior para cravo e orquestra de arcos (cordas) e a Sinfonia em Si bemol maior para cravo e orquestra de arcos, para além de uma Sinfonia da autoria de Teresa Carreño.
As partituras de Carlos Seixas foram cedidas excepcionalmente pela Fundação Calouste Gulbenkian para serem apresentadas na Venezuela.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Manuscrito medieval da Biblioteca Nacional em destaque no Metropolitam Museum de Nova Iorque

       A Bíblia de Cervera, uma das mais antigas Bíblias sefarditas, pertença da Biblioteca Nacional de Portugal  "é a peça central em exposição na Galeria da Europa Medieval do Metropolitan Museum of Art", de Nova Iorque.

      A informação divulgada hoje pela BNP refere que a Bíblia sefardita, "uma das mais antigas e notáveis", ficará em destaque na exposição do museu nova-iorquino até 16 de janeiro.

Índia: Filme português abre festival em Goa

O Cônsul de Bordéus (2010), a mais recente longa-metragem dos realizadores portugueses Francisco Manso e João Correia, foi escolhido para abrir o Festival Internacional de Cinema da Índia (IFFI), o maior certame de cinema daquele país asiático, que vai ter lugar em Goa, de 23 de novembro a 3 de dezembro.
Shankar Mohan, diretor do festival, justificou a escolha pela ligação de Goa a Portugal e pelo tema da edição deste ano “The Whole World is One Family” que, mais do que a qualquer outro do certame, se ajusta ao filme português.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Reunião que analisa Fado começa hoje em Bali

O VI Comité Inter-Governamental da UNESCO, que analisará a candidatura do Fado a Património Imaterial da Humanidade, começa hoje, em Bali, na Indonésia, decorrendo até dia 29.
O comité é presidido pelo embaixador da Indonésia junto da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Ciência, Educação e Cultura), Aman Wirakartakusumah, e é constituído por 24 países, entre eles, Espanha, Quénia, Japão e Venezuela.
A delegação portuguesa deverá chegar quinta-feira a Bali, sendo composta pelo presidente cessante da Comissão nacional da UNESCO, embaixador Fernando Andresen Guimarães, o presidente da Comissão Científica da candidatura, Rui Vieira Nery, a diretora do Museu do Fado, Sara Pereira, e ainda o presidente da Câmara de Lisboa, António Costa e a vereadora da Cultura, Catarina Vaz Pinto.
Os 24 delegados deverão analisar um total de 49 candidaturas para inscrição na lista do Património Imaterial da Humanidade, entre as quais a do Fado.

Diário de Notícias.

Nídia Hernández apresenta livro de Sophia de Mello

A responsável pelo programa de rádio La Maja Desnuda, que já vai no seu 23º. aniversário e que obteve recentemente o Premio World Summit Award 2011,   apresentou, no domingo 20, nos espaços culturais da Universidade Metropolitana (Caracas, Venezuela), o livro Poemas de Sophia de Mello. Nidia Hernández, produtora de rádio independente, tradutor e também poeta, talvez como já o fez várias vez em La Maja Desnuda, debruça-se uma vez mais sobre a poesia portuguesa, desta vez com uma belo livros com traduções de algumos dos poemas mais emblemáticoa de Sophia de Mello, uma das grandes da poesia em língua portuguesa.
O Instituto Português de Cultura, que se aproxima dos seus 26 anos de actividades, participou no acto e baptizou o livro tal como se pode apreciar no registo fotográfico que acompanha esta nota.

Mariza: um povo só é conhecido pela sua cultura...


A fadista Mariza afirmou esta segunda-feira que, se a UNESCO confirmar o Fado como Património Imaterial da Humanidade, será um factor de orgulho para os portugueses e sugeriu que o género musical seja leccionado nas escolas.  
Nomeada pelo ex-presidente da Câmara de Lisboa, Pedro Santana Lopes,  embaixadora da candidatura do Fado a património da UNESCO, Mariza defendeu  que "um povo só é conhecido pela sua cultura" e, caso esta distinção seja  outorgada ao Fado, "talvez nós portugueses possamos ter um orgulho maior  naquilo que somos, principalmente nesta fase tão cinzenta que vivemos".  In Correio da Manhã.

Eduardo Souto de Moura distinguido na Galiza

Eduardo Souto de Moura, Prémio Pritzker 2011, foi distinguido com o galardão de Mérito e Excelência na quinta edição dos Prémios de Arquitetura Ascensores Enor, defendendo que as grandes obras de arquitectura são as dos tempos de crise.

A cerimónia da quinta edição dos Prémios de Arquitetura Ascensores Enor decorreu em Vigo e Eduardo Souto de Moura teve direito a uma homenagem especial no ano em que venceu o prémio Pritzker.
Questionado pelos jornalistas sobre como é que se faz arquitectura em tempo de crise, o galardoado foi peremptório: "Talvez se faça melhor, desde que haja encomendas, porque exige mais disciplina e mais rigor".

José e Pilar é capaz de ganhar o Óscar”


Miguel Gonçalves Mendes está a lutar para levar o documentário iaté aos prémios da Academia. Por agora, lança o livro de conversas inspirado no filme. 

O que é que o livro ‘José e Pilar’ [Quetzal] tem de novo para quem viu o documentário homónimo?Tem tudo de novo. É completamente independente. Quando tomei a decisão radical de não meter nenhuma entrevista no filme – por não querer repetir a fórmula da palavra utilizada em ‘Autografia’ –, elas foram feitas. O que se tem no livro é um conteúdo filosófico e ideológico que, infelizmente, no filme, por uma questão de tempo, não está. É o caso das origens da Pilar [del Río], a questão da família, o processo de criação do José [Saramago], a forma como ele lidava com a fama, com os jornalistas, ou mesmo com a morte. São temas muito mais desenvolvidos.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Saramago abre dois meses de cultura espanhola

Música em espanhol, palavras de um português. Será assim o arranque da segunda edição da Mostra Espanha, no cinema S. Jorge, com o concerto do cantor estremenho Luis Pastor, acompanhado da Orquestra Metropolitana de Lisboa.
O cantautor Luis Pastor nterpreta textos de José Saramago que resultaram no disco En Esta Esquina del Tiempo . "A selecção e a música são do Luis, Saramago participou aplaudindo", explica Pilar del Río, mulher do escritor, sublinhando que é "um grande seguidor da cultura portuguesa, cantava e tocava Zeca Afonso num bar em Madrid chamado Libertad".

Porto: Manoel de Oliveira será Doutor ‘Honoris Causa’

O cineasta Manoel de Oliveira, que celebra 103 anos em Dezembro, vai ser distinguido pela Universidade Portucalense com o grau de Doutor ‘Honoris Causa’ na quinta-feira.
A cerimónia, que ocorre no âmbito das comemorações dos 25 anos da instituição académica, terá lugar na Aula Magna da universidade, no Porto, às 17h00.
Não vamos apenas conceder o título de Doutor ‘Honoris Causa’ a Manoel de Oliveira e virar, no dia seguinte, essa página ilustre. A pessoa e a obra do cineasta estarão presentes na UPT todos os dias, para sempre”, assegura o reitor, Guilherme de Oliveira, em comunicado.

sábado, 19 de novembro de 2011

30 de Nov: Especialista pessoano em Caracas


            O Instituto Português de Cultura (IPC) já garantiu a presença em Caracas de um dos mais notáveis especialistas pessoanos. Trata-se do professor Jerónimo Pizarro Jaramillo (Bogotá, 1977), a cujo cuidado esteve a digitalização da biblioteca pessoal de Fernando Pessoa, projecto de suma importância para conhecer a obra do poeta e que se pode consultar actualmente no sítio da Casa Fernando Pessoa (Lisboa, Portugal)
Jerónimo Pizarro, actualmente à frente da Catédra Fernando Pessoa na Universidade de Los Andes, é ainda doutor em Literaturas Hispânicas pela Universidade de Harvard e também doutor em Linguistíca pela Universidade de Lisboa.
O professor Jerónimo Pizarro estará em Caracas de 27 de Novembro a 2 de Dezembro e o ponto central das suas actividades será a palestra que proferirá no Centro Português (Caracas) no dia 30 de Novembro, data da morte do poeta dos heterónimos e XXVI aniversário da fundação do IPC. O acto, que começará às 19:30 h,  será antecedido da projecção de um conjunto de vídeos com canções e poemas de Fernando Pessoa e da apresentação do Ensamble IPC.
No final do encontro será servido um Vinho de Honra.

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Colômbia: Cátedra Fernando Pessoa promove conferências sobre literatura de língua portuguesa

A Cátedra de Estudos Portugueses Fernando Pessoa e o projeto “Encajes” promovem, no dia 2 de novembro de 2011, na Universidade dos Andes, em Bogotá, duas conferências sobre autores de língua portuguesa.

Eneida Leal Cunha, professora e investigadora da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro/PUC-RIO debruçar-se-á sobre o ficcionista Silviano Santiago, numa palestra subordinada ao tema “Silviano Santiago: releituras das leituras e leitores do Brasil”, em que se pretende fazer a leitura do diálogo do crítico e ficcionista Silviano Santiago com interpretações canónicas do Brasil.

Nota: Esta Cátedra está dirigida pelo professor Jerónimo Pizarro J., que será o convidado do PIC, Caracas, para o 30 de Novembro de 2011.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Congresso evoca 300 anos de Eugénio dos Santos

Um congresso internacional sobre Arquitectura e Cultura do século XVIII vai assinalar, entre 23 e 25 de Novembro, em Lisboa, os 300 anos do nascimento de Eugénio dos Santos (1711-1760), arquitecto da reconstrução após o terramoto de 1755
De acordo com a organização, o congresso terá lugar na Fundação Calouste Gulbenkian, com a presença de especialistas portugueses e estrangeiros e tem como objectivo "prestar homenagem a Eugénio dos Santos e cruzar temas da história da arquitectura e da história da cultura e das ideias".
O congresso resulta de uma parceria do Centro de Investigação em Arquitetura, Urbanismo e Design da Faculdade de Arquitetura da Universidade Técnica de Lisboa (CIAUD--FA/UTL), do Centro de História da Cultura e do Instituto de História da Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (CHC--FCSH/UNL e IHA--FCSH/UNL).
Em 2011 cumprem-se trezentos anos do nascimento de Eugénio dos Santos, arquitecto e engenheiro que, entre outros projectos, foi o responsável pelo plano de reconstrução da cidade de Lisboa depois do terramoto de 1755.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

16 de Novembro: Entrega da chave da Casa dos Bicos, Celebração do Aniversário de José Saramago e lançamento de "Claraboia"


No dia 16 de Novembro, 89º Aniversário de José Saramago, o Presidente da Câmara Municipal de Lisboa fará a entrega oficial da chave da Casa dos Bicos à Fundação José Saramago. Antecipando o que se pretende que a Casa seja no futuro, a cerimónia será simples e austera: O Coro Lopes-Graça da Academia de Amadores de Música encherá o edifício de música e poesia, interpretando poemas de autores portugueses para os quais o Maestro Lopes-Graça compôs inesquecíveis partituras. O Presidente da Câmara, António Costa, encerrará a sessão, na qual se lerão também palavras de José Saramago sobre a cedência da Casa dos Bicos – para ele uma honra mais surpreendente do que ter recebido o Prémio Nobel - e sobre o papel que a Fundação deve desempenhar no seio da sociedade, da qual forma parte.

A abertura pública da Casa está prevista para a Primavera de 2012.

Sete filmes portugueses a concurso em Luanda

Sete filmes portugueses, entre um total de 26 obras estrangeiras, vão a concurso no IV Festival Internacional de Cinema de Luanda, que decorrerá entre 18 e 24 de Novembro, segundo um comunicado da organização do evento enviado à Lusa.
O festival é organizado pelo Ministério da Cultura de Angola, através do Instituto Angolano do Cinema, Audiovisual e Multimédia (IACAM), e as sessões dos filmes em competição, entre os quais oito filmes angolanos, vão decorrer no Cine Atlântico e no Auditório Pepetela, no Centro Cultural Português.
Nas longas-metragens, a única obra portuguesa a concurso é "O Barão", de Edgar Pêra, de 2011, enquanto na categoria de curtas, vieram de Portugal "Hepicat (Aquele que tudo Vê), de Nuno Portugal, "Alfama", de João Viana, e "Voodoo", de Sandro Aguilar, todos de 2010.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Reino Unido: Os Lobos (1923) no 2º Festival do Filme Português em Londres

Os Lobos, de Rino Lupo, um filme mudo de 1923, que incluiu a primeira cena de nu integral numa película portuguesa, vai ser mostrado em Londres, a 13 de novembro, no Barbican Cinema, no âmbito da 2ª edição do Festival do Filme Português no Reino Unido.
A obra, «uma das últimas da era portuguesa do mudo» e filmada, segundo os programadores do festival, «nos turbulentos tempos que levaram ao Estado Novo de [António de Oliveira] Salazar», será exibida numa cópia restaurada em formato de filme-concerto, acompanhado ao vivo pelo Grupo de Música Contemporânea de Lisboa, que tocará música composta por Luís Solnado, sob a direção do maestro Rui Pinheiro.
A apresentação do filme estará cargo de Tiago Baptista, da Cinemateca Portuguesa, biógrafo de Cesare Rino Lupo – realizador italiano em cuja escola de atores no Porto se iniciou Manoel de Oliveira – e responsável pela restauração do filme.

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Documentário sobre Guerra Junqueiro


O primeiro filme dedicado ao escritor Guerra Junqueiro estreia amanhã, às 21h30, na Universidade Católica no Porto, e tem participações "generosas" de Manoel de Oliveira, Eunice Muñoz, Ruy de Carvalho e Pedro Abrunhosa, disse à Lusa o cineasta Henrique Manuel Pereira.  

‘Nome de Guerra – A Viagem de Junqueiro’ é o título do documentário de 90 minutos, financiado em dez mil euros no âmbito das comemorações do centenário da República Portuguesa. In Correio da Manhã.

Carlos Torres Figueiredo vence Prémio de Poesia Eugénio de Andrade

O volume “A Criança que Ri.” valeu a Carlos Torres Figueiredo – um nome até agora desconhecido no mundo literário – o Prémio de Poesia Eugénio de Andrade, lançado este ano pelo editor portuense José da Cruz Santos e pela chancela Modo de Ler.

Esta primeira edição do prémio teve um júri presidido por Luís Adriano Carlos, em representação da Modo de Ler, e incluiu também Inês Lourenço, Jorge Sousa Braga, José Manuel Mendes, Miguel Moura (em representação da família herdeira de Eugénio de Andrade) e Luís Miguel Queirós.

O júri escolheu “A Criança que Ri.” por unanimidade, de um conjunto de cerca de meia centena de obras enviadas a concurso.
O prémio – no valor de 10 mil euros e com o patrocínio do BPI, da Rosto Editora e dos herdeiros de Eugénio de Andrade – vai ser entregue a Carlos Torres Figueiredo numa cerimónia pública a realizar no Porto a 19 de Janeiro de 2012, dia do nascimento do poeta de “As Mãos e os Frutos”.



domingo, 13 de novembro de 2011

Novo livro de João Tordo aborda Catarina Eufêmia

"Anatomia dos Mártires", novo romance de João Tordo, distinguido com o Prémio Saramago 2009, é publicado na próxima segunda-feira, e desperta a história de Catarina Eufêmia, disse à Lusa fonte da editora.
A obra, segundo a mesma fonte "conta-nos a história de uma obsessão verdadeira transformada em ficção -- a de uma investigação contemporânea, e original, sobre o mito de Catarina Eufémia -- e também a tentativa de reconciliação de um escritor nascido imediatamente após a Revolução de Abril com o passado".
A personagem principal de "Anatomia dos Mártires" é um jornalista que quer provar ao seu editor, "comunista irascível, alcoólico e com bastante desprezo pelos jovens, que não é só mais um na redação", disse a fonte das Publicações D. Quixote.

Presença portuguesa recordada em Antuérpia

A presença de Portugal em Antuérpia nos séculos XVI e XVII é o mote para um livro agora editado que procura explicar a marca portuguesa na cidade belga e no seu desenvolvimento urbano, artístico e comercial.
"Portugal & Antwerpen", de Anne Quataert e Frédéric Wille, pretende ser um guia explicativo da presença portuguesa na segunda maior cidade da Bélgica, e a maior da região de Flandres, entre 1500 e 1648: à época, Antuérpia tinha o maior porto comercial de produtos do Oriente na Europa, em particular de especiarias.
Com edição trilingue - português, francês e neerlandês -, "Portugal & Antwerpen" é uma co-edição da embaixada de Portugal e da Orfeu, com o apoio do Instituto Camões, e o seu lançamento, na quarta-feira, é um "orgulho para Portugal e para Antuérpia", disse à agência Lusa o embaixador português, Vasco Bramão Ramos.

sábado, 12 de novembro de 2011

Mário Laginha e Maria João premiados em França


O disco ‘Follow the Songlines’, gravado por Mário Laginha e Maria João em 2008 na Casa da Música e editado no ano passado, venceu a categoria artista ou formação vocal dos prémios franceses Victoire du Jazz, equivalente dos Grammy em França.

O álbum contou com a participação da Orquestra Nacional do Porto e dos músicos belgas David Linx e Diedrik Wissels, e este prémio abre perspectivas aos portugueses de lhes vir a abrir as portas do mercado francês.  In Correio da Manhã

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

José Luís Peixoto e José Rodrigues dos Santos na corrida ao prémio internacional IMPAC


As obras “Cemitério dos Pianos” (Quetzal), de José Luís Peixoto, e “Fórmula de Deus” (Gradiva), de José Rodrigues dos Santos, são candidatos ao Prémio IMPAC, galardão literário que atribui 100 mil euros.

Na lista divulgada esta terça-feira no site do prémio, surgem nomes conhecidos como Isabel Allende, David Grossman, Daniel Kehlmann, Per Petterson, Bernhard Schlink, Jonathan Franzen, Don DeLillo e Howard Jacobson.


O prémio, patrocinado pela empresa farmacêutica norte-americana IMPAC e organizado pela rede de bibliotecas e a câmara de Dublin, capital da Irlanda, distingue anualmente um romance publicado em língua inglesa.

Esta é a segunda vez que o jornalista e escritor José Rodrigues dos Santos é nomeado, depois de em 2009 ter sido escolhido com o livro “Codex 632”.