sexta-feira, 30 de maio de 2008

Saramago: Tres lugares y un autor


El pueblo natal del premio Nóbel de Literatura José Saramago, Azinhaga, en el Ribatejo portugués, se hermanará el sábado con las otras dos localidades importantes en la vida del escritor, Tias, en Canarias; y Castril, en Granada. Se crea así “el triángulo vital de Saramago”.

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Quer ter 3’ 26” de prazer total?


Veja o audiovisual da exposição do uruguaio Hermenegildo Sábat sobre Fernando Pessoa.
A montagem é de Ana Machado, enriquecida com o Nocturne No. 5, Opus 15, No. 2: Larghetto, Nocturno de Chopin, com Maria João Pires no piano. Comece já a desfrutar! Mais.

quarta-feira, 28 de maio de 2008

Amália – A Voz de um Povo.


Carlos Coelho da Silva, o mesmo de O Crime do Padre Amaro, será o realizador deste filme sobre a fadista que foi considerada a Rainha do Fado. A um custo de três milhões de euro, o filme deverá ser estreado ainda este ano. Mais.

segunda-feira, 26 de maio de 2008

IPC em acção...


Dia 22 – Poeta Alice Rosa Branco visita o Centro Português e reúne-se com alunos dos cursos de Língua Portuguesa. A visita foi feita na companhia de alguns dirigentes do CP e do IPC. Para além de ser dirigir aos alunos, a poeta deu leitura a alguns dos seus poemas e respondeu a perguntas colocadas pelos estudantes, que manifestaram a sua satisfacção pela visita.

Dia 23 – Exibição do filme Palavra e Utopia no Centro Português, de Caracas. A projecção, antecedida por dois documentários – um sobre a Madeira, outro sobre o Porto Santo – foi do agrado do público presente, que pôde apreciar o excelente trabalho do director, Manoel de Oliveira, e de actor brasileiro Lima Duarte, um dos três intérpretes que deu vida ao Pe. António Vieira, uma das figuras mais singulares de Portugal e do Brasil. O filme, que foi cedido pela Fundação Cultura Camões (Valência), será exibido no sábado 31 de Maio na aula de Português (Nível Intermédio)

sábado, 24 de maio de 2008

Teatro: Cartas de amor de una monja portuguesa...


Un espectáculo a no perder, tanto por la soberbia actuación de Andreína Blanco como por la sobria y minimalista puesta en escena de Juan José Martín. La puede disfrutar en Trasnocho Cultural.
Las cartas…publicadas originalmente como Lettres Portugaises, aparecieron en 1669 y fueron atribuidas a Mariana Alcoforado, una monja de Beja. La discusión sobre su autenticidad no ha cesado desde el siglo XVII, pero también han merecido desde siempre la atención de grandes figuras de la literaturas, entre ellas la de Rainer Maria Rilke, que las tradujo al alemán. Mais.

quinta-feira, 22 de maio de 2008

Poema da Semana

POR UM DIA DE INVERNO

O homem do talho morreu. Deixou mulher,
dois filhos e carne fresca estendida como roupa
no varal. Lembro-me do orgulho com que passava a mão
pelo cachaço. Lembro-me da peixeira
que nos acordava de manhã «peixe fresco
tão vivinho» e como era caro o estertor do linguado.
Mesmo as alfaces são frescas depois de mortas,
o molho de nabiças, até de uma cenoura esperamos
que seja fresca ali no prato com o linguado rigorosamente
apartado das espinhas. Tão fresco! O homem do talho
vai a enterrar depois do almoço. Agora jaz na capela mortuária
de rosto descoberto para a família e os curiosos. O homem
do talho morreu cansado, mas agora está fresco:
foi abatido ontem, será embalado às quatro da tarde.

Rosa Alice Branco
Da Alma e dos Espíritos Animais
Porto, Campo das Letras, 2001

Saramago: Casa-museu na Azinhaga


No dia 31 de Maio será inaugurada na terra natal do escritor uma Casa-Museu onde funcionará um pólo da Fundação José Saramago. Mais.

Recordamos que de 24 de Abril a 27 de Julho de 2008 estará patente, na Galeria de Pintura do Rei D. Luís I, no Palácio Nacional da Ajuda, a exposição A Consistência dos Sonhos, a qual, entre outras peças, inclui versões impressas das suas obras, assim como os cadernos de notas e materiais preparatórios. Mais.

terça-feira, 20 de maio de 2008

Deus nao quis... mas o público sim!


É só um jogo de palavras.
Deus Não Quis, curta-metragem do realizador português António Ferreira, foi agraciado com o prémio do público na edição de 2008 do Festival Ibérico de Cinema, que terminou domingo na cidade espanhola de Badajoz. Mais.

segunda-feira, 19 de maio de 2008

Manoel de Oliveira, a caminho dos 100 anos!


Manoel de Oliveira (1908) recebeu, no decurso do 61º. Festival de Cannes, no Gran Teatro Lumière, a Grande Palma de Ouro como homenagem por toda a sua carreira de cineasta. Aniki-Bobó, a sua primeira obra, assobiada na estreia em Portugal, foi igualmente exibida no Festival. Mais.

Rosa Alice Branco em Caracas…


Para assistir ao V Festival Mundial de Poesia, que decorrerá na capital venezuelana durante parte da segunda quinzena de Maio, está de novo em Caracas a poeta Rosa Alice Branco (Aveiro, 1950). Doutorada em Filosofia Contemporânea, já publicou, entre outros, os seguintes títulos: Soletrar o Dia, Animal Volátil, A Mão Feliz e Animais da Terra. Está traduzida para o castelhano, francês e árabe. É autora de várias publicações científicas e a sua presença é uma constantes em vários festivais internacionais de poesia. Mais.

sexta-feira, 16 de maio de 2008

Pessoa entre os 50 europeus mais importantes...


O autor de Mensagem foi eleito uma das 50 personalidades que mais influíram a cultura europeia, ficando assim ao lado de Shakespeare, Da Vinci, Mozart, Einstein, Sócrates, Goethe, Galileu Galilei... A escolha foi feita pelo Bureau Internacional. Mais.

quinta-feira, 15 de maio de 2008

Obrigado, Mariza, pelo “Concerto em Caracas”...


Caracas, Venezuela. Ontem à noite, num espectáculo que durou pouco mais de uma hora, Mariza – que voz tão espantosamente versátil! – deliciou os portugueses e venezuelanos que encheram o espaço da Concha Acústica do Parque Generalíssimo Francisco de Miranda e conseguiu que a assistência balouçasse uma e outra vez entre a respiração contida e o aplauso frenético, enquanto a mantinha enfeitiçada à força de voz e poesia.
Numa noite difícil de esquecer, Mourão-Ferreira, Zeca Afonso, Florbela Espanca e Pessoa, entre outros do poetas ali cantados, ganharam, se tal é possível, uma dimensão mais plena nas interpretações de uma Mariza no seu melhor. O Guaraira Repano, nome indígena da montanha que separa Caracas do mar, foi testemunha silenciosa – talvez se tenha deixado igualmente enfeitiçar – do que aqui se afirma.
Os temas cantados foram os mesmos do Concerto em Lisboa (2006) e a visita da fadista deu-se no âmbito da visita a Caracas do PM, Eng. José Sócrates.

Blindness inaugurou Festival de Cannes


O filme do laureado Fernando Meirelles, baseado em Ensaio da Cegueira, de José Saramago abriu o festival. Le Monde publica o seguinte texto:

Que fait cette blonde platine à bouche carmin sur l'affiche du 61e Festival de Cannes, conçue d'après une photo de David Lynch ? On ne voit pas ses yeux, masqués par un rectangle noir qui pourrait être un morceau de pellicule. Mais.

terça-feira, 13 de maio de 2008

De surpresa, Saramago “aparece” na Argentina…


Tras la entrega de los premios y las menciones, el público reunido en la Sala Roberto Arlt, recibió la sorpresa de un video grabado por el escritor portugués José Saramago quien, desde su casa, les dedicó unas palabras a los finalistas del premio. El Premio Nobel de Literatura había participado del lanzamiento de este galardón en noviembre del año 2007. Mais.

Filme português “anima” Cannes.


Para além de Blindness, do brasileiro Meirelles sobre o romance Ensaio da Cegueira, que abrirá o Festival de Cannes 2008, temos mais.
"Até ao tecto do Mundo", uma longa- -metragem de animação produzida pelo Cine-Clube de Avanca (CCA) recorrendo a uma nova tecnologia investigada pelo Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro (DeCa) e realizado por Carlos Silva, António Costa Valente e Vítor Lopes, foi seleccionada para participar no Festival de Cannes, em França, depois de amanhã, na sala Gray 5. Mais.

Portugueses descobriam a Austrália?


Há onze anos, João Oliveira e Costa foi à Austrália em trabalho. Querendo avaliar as necessidades da comunidade portuguesa instalada nos nossos antípodas, o historiador da Universidade de Lisboa resolveu perguntar aos compatriotas o que é que eles precisavam. Mais.

quinta-feira, 8 de maio de 2008

Jornalistas luso-descendentes, convocados pelo Correio da Venezuela, cumprem 2º Encontro.

Por iniciativa do Correio da Venezuela decorreu, no Centro Português de Caracas, o Encontro de Jornalistas Luso-descendentes. Foi na noite de 29 de Abril. O Bar A Nau transformou-se em porto de abrigo para os convidados que conseguiam chegar. De facto, não foi tarefa fácil vencer o forte engarrafamento de trânsito, provocado pelo apagão eléctrico, que, em horas vespertinas, afectara a capital venezuelana.
Sob a simpática condução de Sandra Rodrigues, apresentadora do programa Contacto Venezuela da RTPi, foram-se sucedendo as intervenções dos presentes, em particular de jovens jornalistas e estudantes de jornalismo e de letras, que foram desfiando experiências profissionais e académicas, não faltando as reflexões sobre a condição de filhos da diáspora portuguesa, na pátria de Bolívar.
O Instituto Português de Cultura fez-se representar por alguns dos seus directores. O presidente do IPC, José António Pires, dirigiu-se aos presentes em duas ocasiões. Primeiro para agradecer o convite do Correio da Venezuela e traçar uma breve história do Instituto, pondo-o à ordem para tudo o que fosse divulgação da cultura portuguesa. Depois, para desafiar os presentes a participar no concurso IPC/Fernando Pessoa de Jornalismo Literário e apregoar o lançamento do nosso blogue.
É louvável a ideia do Correio de promover este tipo de encontros. Para uma instituição como o IPC que, por anos, se tem batido por propiciar uma visão integral do ser português, neste generoso país de acolhimento, é muito gratificante escutar os jovens comunicadores sociais manifestarem, sem complexos, o orgulho na sua portugalidade.
De entre as participações, todas valiosas, duas houve que gostaríamos de assinalar: uma que apelava a ver com naturalidade o aparecimento de valores luso-descendentes no seio do universo jornalístico venezuelano, e outra, que propunha a formação de uma Associação de Jornalistas Luso-descendentes que, julgamos, seria de grande utilidade e, certamente, contaria com todo o apoio do IPC.

quarta-feira, 7 de maio de 2008

IPC celebrou 25 de Abril


34º Aniversário da Revolução dos Cravos foi o tema principal da gala realizada no Centro Português, de Caracas. Mais.

domingo, 4 de maio de 2008

Poema da Semana

No mais fundo de ti,
eu sei que traí, mãe.

Tudo porque já não sou
o menino adormecido
no fundo dos teus olhos.

Tudo porque tu ignoras
que há leitos onde o frio não se demora
e noites rumorosas de águas matinais.

Por isso, às vezes, as palavras que te digo
são duras, mãe,
e o nosso amor é infeliz.

Tudo porque perdi as rosas brancas
que apertava junto ao coração
no retrato da moldura.

Se soubesses como ainda amo as rosas,
talvez não enchesses as horas de pesadelos.

Mas tu esqueceste muita coisa;
esqueceste que as minhas pernas cresceram,
que todo o meu corpo cresceu,
e até o meu coração
ficou enorme, mãe!

Olha - queres ouvir-me? -
às vezes ainda sou o menino
que adormeceu nos teus olhos;

ainda aperto contra o coração
rosas tão brancas
como as que tens na moldura;

ainda oiço a tua voz:
Era uma vez uma princesa
no meio de um laranjal...

Mas - tu sabes - a noite é enorme,
e todo o meu corpo cresceu.
Eu saí da moldura,
dei às aves os meus olhos a beber.

Não me esqueci de nada, mãe.
Guardo a tua voz dentro de mim.
E deixo-te as rosas.

Boa noite. Eu vou com as aves.

Poema à Mãe, de Eugénio de Andrade
in Os Amantes sem Dinheiro, 1947-1949

A 14 de Março de 1956 morre a sua mãe e morre uma parte do poeta: "A minha ligação à infância é, sobretudo, uma ligação à minha mãe e à minha terra, porque, no fundo, vivemos um para o outro".

Poema da Semana

"Esta é a madrugada que eu esperava
O dia inicial inteiro e limpo
Onde emergimos da noite e do silêncio
E livres habitamos a substância do tempo"

Sophia de Mello Breyner,
cantando a madrugada de 25 de Abril de 1974.

De acordo ou em desacordo?


Um conjunto de figuras de relevo ligadas aos mundos da cultura, política e economia acabam de lançar um manifesto, em forma de petição online, no qual assumem frontal crítica ao Acordo Ortográfico.
Ou seja, há uns que estão de acordo com o acordo e outros em desacordo com o acordo e ainda outros que não sabem se estão ou não de acordo. Entende-se? Mais...

sábado, 3 de maio de 2008

Prémio SPA para Isabel da Nóbrega


Autora de romances, contos, peças de teatro e crónicas, Isabel da Nóbrega, de 83 anos, estreou-se com o romance "Os Anjos e os Homens", em 1952, a que se seguiram as peças "O Filho Pródigo" e "O Amor Difícil", que foi representada no Teatro Nacional D. Maria II, a escritora Isabel da Nóbrega foi distinguida com o Prémio Consagração de Carreira da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA). O prémio será entregue a 21 de Maio.Mais...

sexta-feira, 2 de maio de 2008

Saramago/Meirelles abrem Festival de Cannes...



Primeiro foi A Jangada de Pedra, realização de George Sluizer. Agora é a vez de Ensaio sobre a Cegueira. O brasileiro Fernando Meirelles, laureado realizador de cinema, o mesmo de Cidade de Deus e O Fiel Jardineiro vai abrir o Festival de Cannes com Blindness, filme baseado no romance Ensaio sobre a Cegueira, do igualmente galardoado, José Saramago. Blindness – ainda não tem título em português – conta a história de uma epidemia de cegueira que atinge uma comunidade (excepto uma mulher, uma doutora, interpretada pela actriz Julianne Moore) e revelará o pior do ser humano. O filme, onde actua igualmente Mark Rufallo e Danny Glover, estará nos ecrãs comerciais este Outono. "Este é um livro francamente terrível com o qual eu quero que o leitor sofra tanto como eu sofri ao escrevê-lo. Nele se descreve uma longa tortura. É um livro brutal e violento e é simultaneamente uma das experiências mais dolorosas da minha vida. São 300 páginas de constante aflição. Através da escrita, tentei dizer que não somos bons e que é preciso que tenhamos coragem para reconhecer isso." José Saramago.

Veja aqui o respectivo trailer.